v. 23 n. 1 jan-Jun: França e Brasil: história, ideias e olhares
França e Brasil: história, ideias e olhares
Assíduos visitantes da costa brasileira, os franceses estiveram presentes em diferentes partes do território colonial português durante todo o século XVI e parte do XVII. Documentados desde, pelo menos, 1503, com a expedição de Paulmier de Gonneville ao sul do Brasil, os intentos de fixação e núcleos franceses em vários pontos do litoral são frequentes. Esses núcleos de povoamento, mais complexos e estáveis com a vinda de colonos, comerciantes, militares e administradores, eram precedidos e sucedidos pela presença e intérpretes–os truchements– que viviam com os índios e como índios, e consolidaram, assim, suas alianças. Um dos mais conhecidos e significativos projetos de estabelecimento francês no Brasil deu-se com a França Antártica, que, entre 1554 e o fim da década, se organizou na baía de Guanabara sob o comando de Nicolas Durand de Villegaignon. Entre os vários membros conhecidos dessa colônia, egistram-se o frade franciscano André Thevet, o pastor calvinista Jean de Léry, cartógrafos como Le Testue o piloto Nicolas Barré. Todos deixaram registros de suas experiências no Brasil. Este número da Acervo reúne artigos e resenhas que mostram aspectos dessa longa história que une França e Brasil.